Tuesday, May 23, 2006

MAIS UM POUCO...
SOBRE ASSIMILAÇÃO, ACOMODAÇÃO E ADAPTAÇÃO.



Bom, foram muitos comentários! Todos muito bons!

Fazendo uma síntese, acredito que apropriação tecnológica engloba todas as palavras e expressões que predominaram os comentários: familiarizar – ambientar-se – adaptar – domínio - níveis de apropriação – desvio de função do objeto.

Particularmente interessante, os estágios de habilidades descritos pela autora Kensky.

Andei lendo Piaget e vejam o que li. Os conceitos de assimilação, acomodação e adaptação, podem ajudar a elucidar a questão de apropriação da cultura tecnológica.
Usei como bibliografia:
LIMA, Lauro de Oliveira. Piaget - Sugestões aos educadores. Petrópolis, RJ. Vozes, 1998.
Resumindo:

"Com efeito, a vida é uma criação contínua de formas cada vez mais complexas e um equilíbrio progressivo entre essas formas e o meio. Dizer que a inteligência é um caso particular de adaptação biológica é, pois supor que ela é essencialmente uma organização e que sua função é estruturar o universo como o organismo estrutura o meio imediato" (Piaget, 1991:10).

Quando um organismo (mente) assimila, incorpora a realidade a seus esquemas de ação (a assimilação pode deformar a realidade). Na assimilação predomina o organismo (organismo se impõe ao meio). No processo de assimilação, o organismo (mente), não se modifica operativamente (funcionamento). Se os esquemas de ação não conseguem assimilar uma situação, ou o organismo (mente) desiste do esforço ou se modifica. Essa modificação é o que Piaget chama de acomodação. O equilíbrio entre a assimilação e acomodação, é a adaptação à situação. Só há aprendizagem, quando o esquema de assimilação sofre acomodação. Se o meio (ecologia) não apresenta problemas, a atividade do organismo é apenas de assimilação. Os esquemas de assimilação mentais representam a forma de agir do organismo frente à realidade: um herbívoro, por exemplo, não tem esquemas para assimilar a carne (a carne não o estimula como alimento; não há sensibilização para a carne).

A acomodação é a reestruturação do esquema (estratégia) de assimilação – não há acomodação senão no curso de uma assimilação. A acomodação é a aprendizagem ou aumento do conhecimento, modificação operativa na forma de agir (pensar). Diante de uma dificuldade o organismo (mente); a) recua ou desiste da atividade; b) deforma a situação (mecanismo de defesa ou jogo simbólico) para adaptá-lo aos esquemas de assimilação; c) reestrutura o esquema de ação (acomodação). Adaptação. Feita a reestruturação, o organismo passa a dispor de um novo esquema de ação que deve ser alimentado – diz-se que houve uma equilibração majorante (efeito do feedback).
Há assimilação sem acomodação, mas não há acomodação sem assimilação, mesmo porque a acomodação é uma reestruturação da assimilação - adaptação. A acomodação consiste na complexificação de esquemas anteriores. É um esforço de reestruturação para enfrentar as pertubações do meio. Seria o meio-termo em que o organismo modifica o objeto(meio) e também se modifica, partindo de clara e progressiva objetividade.
A sociedade, segundo Piaget, funciona como um sistema (organismo) de que os indivíduos são subsistemas (sub-conjuntos). A sociedade como um todo (como um conjunto de interações), assimila fatos corriqueiros e acomoda-se aos fatos novos. A introdução de uma nova máquina (tecnologia) pode exigir uma acomodação (Piaget).
Obs: Segundo Piaget, a adaptação é um processo de equilíbrio A adaptação é um processo de transformação desencadeado pelo organismo visando a sua conservação no meio em que vive.


Diante do que foi escrito acima, posso arriscar a dizer que:

Para que haja apropriação, é preciso aprender (acomodação). O novo conhecimento representa a acomodação. O sujeito só apropria, quando conhece. O organismo(mente) modifica o objeto(meio) e também se modifica, partindo de clara e progressiva objetividade.

O sujeito pode assimilar a tecnologia, mas não se apropriar dela, pois, pode-se assimilar sem acomodação.

O que vocês acham disso? Respondam!!!!!!!!!!!

4 Comments:

At 4:33 AM, Blogger ECCT-VENTURA said...

è mais ou menos o que eu escrevi no blo dos Patrulleros a respeito das difernças de uso do automóvel e do celular. Enquanto já apropriamos a cultura do automóvel, apenas assimilamos (para usar seu termo), mas não apropriamos (ainda) a cultura do celular. Concordam?

 
At 4:15 PM, Blogger APROCULT - Apropriação da Cultura Tecnológica said...

This comment has been removed by a blog administrator.

 
At 4:21 PM, Blogger APROCULT - Apropriação da Cultura Tecnológica said...

Se:

Assimilação
Acomodação = apropriação
Adaptação

Se:
“a vida é uma criação contínua de formas cada vez mais complexas e um
equilíbrio progressivo entre essas formas e o meio (...)”


Então:
A apropriação se dá cada vez mais complexas e progressiva, ou seja:
Níveis de Apropriação
1º repetição
2º habilidade
3º mudança de comportamento

 
At 7:06 PM, Blogger Educação Tecnológica said...

Estou refletindo na última frase, algo parecido com o sujeito pode assimilar a tecnologia, mas não siginfica que terá apropriado dela. O que provocou-me dúvidas é o sentido de assilimação da frase, que pareceu-me estar aquém do sentindo proposto no resumo(incorporar a realidade a seus esquemas de ação, deformar a realidade).
Quando se diz que o sujeito pode assimilar a tecnologia, estamos nos referindo a quê? O sujeito sabe que a tecnologia está aí, e daí? O sujeito usufrui mesmo que superficialmente da tecnologia? O sujeito sabe que ela modifica sua vida? O sujeito mergulha nos avanços tecnológicos? Suponho que para qualquer resposta o principal aconteceu: o sujeito deforma a realidade, e a incorpora nos seus esquemas de ação (resumo). E se isto acontece Piaget diz que ele precisa usufrir dos dois processos seguintes: acomodar-se e adaptar-se à realidade. Em se tratando da tecnologia, penso que isto pode acontecer de duas formas: apropriando-se delas ou não. O sujeito pode escolher usar a tecnologia para facilitar todas as dimensões possíveis da sua vida. Ou pode escolher pedir ao filho para pagar as contas no banco, usar apenas o on-off do controle remoto, não ter celular e outras coisitas mais. Este último sujeito não apropriou da tecnologia. Mas passou pelos mesmos processos de assimilação-acomodação-adaptação que o primeiro. Pois entendo que não é somente apropriando, dizendo "sim" que estarei vivenciando os processos colocados por Piaget. Também considero o tripé piagentiano interligado, interdependente. Mas não li muito sobre o assunto, nem pra escrever este comentário. Então, tragam-me de volta à Terra caso eu tenha viajado demais!

Leandra

 

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home